Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Folha de São Paulo, Dezembro 2016

06.12.16

Folha S. Paulo.png

O escritor português José Luiz Peixoto foi o vencedor deste ano do Prêmio Oceanos, com o romance “Galveias” (Companhia das Letras), anunciou na noite desta terça-feira (6) a organização do troféu literário.

 

No romance premiado, Peixoto usa suas memórias de infância e conta uma história passada em sua cidade natal, que tem o mesmo nome do livro, na região do Alentejo. A narrativa é disparada pela queda de um meteorito no local.

 

“É incrível estar numa cidade como São Paulo, com 16 milhões de pessoas, a falar de um lugar que tem mil pessoas. Acho importante que nossos países se conheçam por inteiro. Não posso deixar de dedicar esse prêmio a essas mil pessoas que estão em Galveias e existem, com sua dose de resistência, às dificuldades do interior de Portugal”, disse o autor.

 

Nas demais colocações, todos os livros eleitos pelo júri do Oceano são de lançamentos do Grupo Companhia das Letras.

 

“A Resistência”, de Julián Fuks, por exemplo, que havia ganhado o Prêmio Jabuti de livro de ficção do ano, ficou em segundo lugar.

 

Em terceiro, veio “O Livro das Semelhanças”, da mineira Ana Martins Marques, uma das vozes mais importantes da poesia contemporânea nacional, mas que não havia figurado entre os 14 finalistas de poesia no Prêmio Jabuti.

 

“Maracanazo e Outras Histórias”, de Arthur Dapieve, fiou em quarto.

 

O primeiro colocado receberá como prêmio R$ 100 mil; o segundo, R$ 60 mil; o terceiro, R$ 40 mil; e o quarto, R$ 30 mil. O prêmio é promovido pelo Itaú Cultural.

 

Entre os dez finalistas, estavam ainda “Escuta” (Companhia das Letras), de Eucanaã Ferraz, “Manual de Flutuação para Amadores” (7Letras), de Marcos Siscar, e “Sermões” (Iluminuras), de Nuno Ramos.

 

Também concorriam o romance “Uma Menina Perdida no seu Século à Procura do Pai” (Companhia das Letras), de Gonçalo M. Tavares; “Ainda Estou Aqui” (Alfaguara), de Marcelo Rubens Paiva; e “Jeito de Matar Lagartas”, de Antonio Carlos Viana.

 

Morto em outubro deste ano, Viana é um dos homenageados da cerimônia do Oceanos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D



Este arquivo está em constante actualização.
Agradece-se o envio de materiais (imprensa ou académicos) que possam ajudar a completá-lo.
Qualquer contacto deverá ser feito para: apoioblogjlp @ gmail .com



joseluispeixoto.net      projecto moldura      youtube jlp     instagram jlp